sábado, 21 de janeiro de 2012

A libertação da mulher encurvada


Ref: Lucas 13.10

Possessão é diferente de opressão. Possessão é o diabo do lado de dentro, opressão é o diabo do lado de fora. O crente não fica possesso, porque o diabo não pode entrar naquele que é de Deus.

A mulher a que o texto se refere era judia, sendo assim, ia todo sábado à sinagoga. Durante 18 anos ela foi à sinagoga encurvada e durante 18 anos voltou para casa encurvada.

Ela entrou na sinagoga, enferma, possessa e voltou do mesmo jeito, mas naquele sábado ela saiu liberta, porque Jesus estava presente na sinagoga.

Essa mulher foi liberta porque ela foi à sinagoga. Alguém não será liberto porque não buscará socorro do Senhor.

Quem sabe aquela mulher chegou à sinagoga como sempre fazia e pensava que voltaria para a casa do mesmo jeito que fora durante 18 anos? Mas ela não desanimou, foi à sinagoga ano após ano.

Uma mulher possessa foi à sinagoga e durante 18 anos a vida dela continuou travada. Há quanto tempo você tem uma coisa torta na sua vida? Existem pessoas que há anos estão na igreja e suas vidas estão travadas.

Aquela mulher orava? Orava. Escutava a Palavra? Escutava, porque quem vai à sinagoga ouve a Palavra. Mas havia algo entortando aquela mulher e ninguém detectou que aquela mulher estava com demônio.

Problemas espirituais só se resolvem com atitudes espirituais. É um principio. O problema daquela mulher era espiritual.

Essa mulher perdera a dignidade, a auto-estima. Nada que ela pudesse fazer para melhorar sua imagem adiantaria. Existem mulheres e homens sofrendo há tanto tempo que perderam a vontade de viver.

Aquela mulher tentou endireitar-se. “e não podia de modo algum endireitar-se”. Significa que ela tentou endireitar-se. Quem quer se livrar de um problema corre atrás da solução.

Chegou um momento que aquela mulher desistiu de tentar, mas naquele dia Jesus detectou que o problema dela não era doença. Existem pessoas que são crentes e estão passando problemas ocasionados pelo demônio. A vida financeira não vai pra frente, a pessoa dizima, oferta, trabalha e a vida dela não deslancha.

A pessoa trata bem o marido, cozinha bem, procura ser boa esposa e não adianta. Os pais tratam bem os filhos, investem na educação, no divertimento, etc, e não dá certo. A vida da pessoa vive torta, amarrada.

Se sua vida está amarraada, tome a decisão de resistir o diabo. “Resisti ao diabo e ele fugirá de vós.” Repreenda o mal em nome de Jesus, porque quando agimos assim, satanás tem que sair.

Lutar é a solução para uma vida de vitórias. Não pense que a solução da sua vida é adaptar-se ou condicionar-se ao mal que lhe sobreveio.

Hoje em dia está lotado de pregadores que não vêem “a mulher torta” para ir atrás da multidão que os aplaudem. Mas Jesus viu aquela mulher.

Jesus vê a nossa dor, o nosso sofrimento, Ele é Deus que vê. Ninguém durante 18 anos se importou com essa mulher. Talvez o marido, os filhos dela a abandonaram, mas Jesus a viu.

Na hora que a pessoa está sofrendo, está debaixo do julgo satânico, poucas são as pessoas que estão dispostas a ajudar. Mas Jesus vendo aquela mulher chamou-a, porque o nosso Deus é um Deus que fala. O Senhor fala conosco seja qual for o problema, ele nos livrará pelo poder do nome de Jesus.

Quando Jesus colocou as mãos nessa mulher, ela endireitou-se. O Mestre coloca as mãos em você hoje e os problemas que tentam assolá-lo sairão no nome do Senhor Jesus.

Quando Jesus tocou aquela mulher imediatamente ela endireitou-se. Quando Jesus nos toca o mal sai, a doença sai, o marido converte, o nervoso acalma, a alegria volta... Glória a Deus!

Pr. Silmar Coelho 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...